Editorial Carta da Europa

20 de Outubro, 2016

Sanções

Paulo Rangel foi claro em Estrasburgo:

Portugal e o PSD não podem aceitar a eventual intenção de congelamento dos fundos comunitários por parte da Comissão Europeia. Não há nenhuma razão jurídica, política ou económica que justifique.”

Os Deputados do PSD e em especial os que participaram no “diálogo estruturado”, Fernando Ruas, José Manuel Fernandes e Sofia Ribeiro foram firmes nesta posição.

No início do verão o Conselho, na sequência da proposta da Comissão Europeia decidiu não aplicar multas a Portugal. Pior seria agora congelar os fundos de que precisamos para o nosso desenvolvimento.

José Manuel Fernandes foi claro “sancionar os Estados representava uma multa. Suspender os fundos seria uma medida mais penalizadora e traduz-se num ataque aos cidadãos, à economia, ao crescimento, à confiança, castigar os cidadãos”.

Seremos firmes e temos razão. Estamos confiantes que não serão aplicadas sanções injustas contra Portugal.