Textos Diversos: Protecção de Dados

03-07-2018

Comissão Europeia responde a Carlos Coelho sobre escândalo Facebook / Cambridge Analytica

Resposta da Comissão Europeia à pergunta parlamentar endereçada por Carlos Coelho sobre o escândalo Facebook / Cambridge Analytica. A resposta, assinada pela Comissária Europeia para a Justiça, Consumidores e Igualdade de Género, Vera Jourova, apresenta o ponto de situação das investigações nos Estados-Membros e remete eventuais sanções para a aplicação do RGPD.


05-04-2018

Carlos Coelho exige esclarecimentos à Comissão Europeia sobre o escândalo Facebook / Cambridge Analytica

Carlos Coelho exigiu, em pergunta escrita endereçada à Comissão Europeia, que esta intervenha no caso de violação de privacidade e vulnerabilização de dados de cidadãos europeus pela empresa Cambridge Analytica, através do Facebook.


13-05-2015

Utilização das circulares vermelhas da Interpol com motivação política

Em resposta a Carlos Coelho, a Comissão Europeia através do Comissário Avramoupolos refere que a CE está disponível para colaborar com a interpol no domínio da protecção de dados, contribuindo para uma melhor percepção de como os Estados-Membros da UE utilizam os avisos da Interpol.


04-03-2015

Protecção de Dados

Em resposta a Carlos Coelho a Comissária V?ra Jourová afirma que os dados pessoais detidos por empresas privadas na UE não podem ser directamente acedidos por autoridades com poderes coercivos estrangeiras ou transferidos para estas, fora dos canais formais de cooperação, negando assim competência ao Tribunal norte americano


19-02-2015

Carlos Coelho questina Comissão Europeia sobre a utilização das circulares vermelhas da Interpol com motivação política

Carlos Coelho questina Comissão Europeia sobre a utilização das circulares vermelhas da Interpol com motivação política


11-12-2014

Protecção de dados

Carlos Coelho interroga a Comissão Europeia sobre a protecção de dados alojados em "data center" na Irlanda face a uma decisão judicial de um tribunal norte americano que se considerou competente para emitir mandados sobre o território europeu